terça-feira, 15 de agosto de 2017

Você precisa perder sua vergonha de fotografar em público!

Com certeza você já viu alguém tirando fotos na rua, na praça ou em algum ponto turístico. Estou certo?
A prática de fotografar em público e registrar momentos sem ter vergonha, é algo comum desde os anos 80/90, onde as pessoas usavam câmeras analógicas e muitas vezes pediam para outras pessoas da rua, dar o click! Mas nessa época era um pouco diferente da que vivemos hoje, havia algumas limitações que agora se tornaram ótimas lembranças como por exemplo aquele famoso espreme, espreme para caber todos na foto! A famosa frase: Todo mundo diga xisss! Um número limitado de poses perfeitas dependendo do filme a ser utilizado, porém as fotos espontâneas eram sempre as melhores.
Mas hoje em dia, criamos um pensamento meio bobo: Muitas vezes temos vergonha de fotografar em público. 
Isso realmente me fez pensar bastante. Pelo menos para mim, o ato de fotografar é para ser prazeroso e divertido, não causar insegurança nas pessoas. Cada tipo de pessoa lida com essa situação de maneira diferente, sendo cada uma delas de um nível. Como assim Lukas? Por exemplo: No nível 1/ Pessoas que travam, não conseguem de maneira alguma fotografar se alguém estiver olhando. No nível 2/ Pessoas que lidam bem com a situação, mas deixam transparecer o medo nas fotografias, fazendo com que elas fiquem tremidas, desfocadas e desalinhadas. Já o nível 3/ São as pessoas que não ligam se tem dez ou cem pessoas olhando, desenvolvem o pensamento de que são pessoas normais e assim como quem está fotografando, elas estão animadas!
E acreditem, eu já passei por todos esses níveis e se você gosta de fotografia ou tem contato com ela, também vai passar e vai ser uma coisa muito benéfica, pois quando atingir o último nível você vai conseguir olhar para trás e ver toda a sua evolução.
Mas claro, passar por isso sozinho não é algo nada fácil, experiência própria. Por isso, resolvi pesquisar sobre o assunto e encontrei esse artigo escrito pelo Zé, do blog Melhor Ângulo, no qual eu gostei muito e resolvi adapta-lo para compartilhar com vocês e claro, separei algumas dicas que possam ser úteis.
1 | Entenda o que está acontecendo.
Tenha calma e inverta os papéis. Você está no meio da praça, fotografando para um post do seu blog e várias pessoas começam a te olhar, antes de ficar nervoso lembre-se o porque elas estão olhando: Estão curiosas para ver o que está acontecendo ao redor delas. Na maioria das vezes não são acostumadas e isso chama a atenção, caso você sinta a necessidade, converse com elas pois irá te ajudar a relaxar e ficar mais seguro de si. Dica 1 | Mantenha a calma e não tenha pressa.
2 | Não vá sozinho.
Tenha sempre uma companhia. Já reparou como tudo fica mais fácil se tem alguém junto a você? Seja para ir pagar uma conta, tomar um café ou visitar um lugar bacana? E na fotografia não é diferente. Essa dica é ótima para quem está começando, convide aquele amigo que você tem intimidade e liberdade para ir com você, pois isso te ajudará a não se importar com os olhares e ainda terá uma opinião para ajudar na hora de fotografar. Dica 2 | Os amigos estão ai para ajudar, seja só para acompanhar ou também para opinar.
3 | Não fique sem reação, ajude!
Não deixe ninguém constrangido ou incomodado. Um dos maiores desafios de se fotografar em um ambiente público é o fato de terem várias pessoas, que podem ou não aparecer em suas imagens. Você precisa se manter atento em dois aspectos, primeiro/ tome cuidado com as pessoas que saírem em suas fotos, se estiver muito nítido, peça permissão para publica-las. Segundo/ não esqueça da pessoa que você está fotografando, pois além de você, é também um grande desafio para ela já que ela não tem uma câmera para tampar o rosto ou disfarçar a vergonha. Por tanto, seja compreensivo e cuidadoso, isso irá ajudar a deixa-la mais confortável. Dica 3 | Olhe o cenários e as pessoas que o compõem e seja amigo da modelo
Enfim, espero muito que as dicas sejam úteis a vocês e que ajudem a se livrar dessa insegurança de fotografar em lugares públicos, caso sinta a necessidade, pode entrar em contato em contato comigo para gente conversa, okay?
Ah, e  antes de ir embora, me conta aqui nos comentários o que achou do post? :)
Um abraço, até logo!  

segunda-feira, 7 de agosto de 2017

3 Coisas Boas | Aconteceram nos últimos dias

Confesso para vocês que achei que conseguiria atualizar o Fotografei com mais frequência nas férias e de certa forma, isso me ajudaria a ter mais frequência, mas convenhamos que infelizmente isso não deu muito certo. Então, para me comprometer com vocês, durante o mês de agosto irei tentar fazer no mínimo dois post por semana e com um conteúdo diversificado e um pouco diferente. Afinal, sempre leio os comentários de vocês e vejo ótimas sugestões, porque não aproveita-las não é mesmo? E para começar bem o mês, vou compartilhar com vocês, três coisas muito especiais que aconteceram em Julho e que me proporcionaram ótimos momentos de felicidade! 
Vem novidade pela frente!
Antes de ira aos três itens que eu separei para vocês, quero adiantar algumas novidades que estão vindo por ai. Apesar de ainda estarmos em agosto, dia 16 de setembro é o aniversário de 3 anos do blog e como forma de comemoração, setembro vai receber um carinho maior e irá ter uma programação mega especial. Pretendo fazer vários posts comemorativos e surpresas para vocês! Então aguardem e fiquem de olho nas redes sociais, que logo logo eu conto mais. 
Pedrock, o melhor festival de Rock!
Esse com certeza foi um dos melhores finais de semana de Julho. Três dias do melhor festival de rock do sul de minas. Apesar do nome, muitas bandas também apresentam músicas de outros gêneros como MPB, POP e FOLK, ou seja, não é apenas rock mas sim uma mistura de estilos.
Aconteceu nos dias 21, 22 e 23 e foi um evento gratuito com mais de 10 bandas programadas. Sendo uma delas //Gato Vacilão// de Pedralva mesmo! O evento, que já está na sua décima sétima edição, foi classificado como um dos maiores eventos de rock do sul de minas gerais, trazendo todos os anos várias pessoas de outros lugares do Brasil.
Animação e energia, tanto da platéia quanto dos vocalistas, garantes um ambiente agradável mesmo com as condições climáticas desfavoráveis!
21/07  23/07.
Girlboss, meu novo livro favorito!
Assim que recebi a notificação que a Netflix havia lançado uma série, baseada no livro Girlboss, assiste em menos de três dias. Sério, essa foi a série que eu mais me dediquei a assistir e vou confessar para vocês, não me arrependo nem um pouco!
Após isso, comecei a procurar o livro para comprar, mas por não ser tão barato fiquei esperando uma oferta. Foi então que a Amazon mudou o valor dele e eu finalmente consegui comprar. Quando eu o recebi, foi um momento de felicidade tão grande que de imediato postei uma fotinha para vocês lá na página!
Mas Lukas, porque tanta animação com esse livro? Alguns motivos especiais contribuem para minha felicidade. Primeiro/ Eu sou completamente apaixonado pela história de vida da Sophia Amoruso (aguardem um post apenas sobre isso!). Segundo/ A escrita dela me fascina de uma forma inexplicável. Juro, quando eu estou lendo o livro sinto que ela esta sentada na minha frente, me contando sua história, isso é apaixonante!  ♥ Terceiro/ A forma sutil que a Sophia aborda diversos assuntos como Feminismos, Liberdade de Expressão e Personalidade sem torna-los clichês e cansativos. 
Enfim, ainda estou lendo (quase acabando! haha) e gostando muito. Aguardem a resenha 
Photoshoot, Ana letícia Castellani!
Uma das coisas que eu mais fiz durante o mês de Julho, foi fotografar. Tive a oportunidade de conhecer pessoas incríveis que se mostraram ótimas modelos. Me lembro muito bem de quando eu comecei a fotografar, tinha muita vergonha de falar com as pessoas sobre isso, agora imagina para convidar alguém para usar de "cobaia"? Era uma tarefa quase impossível, com o passar do tempo eu fui perdendo essa timidez e comecei a convidar amigos/conhecidos ou não para serem meus/minhas modelos, pois de certa forma é uma maneira de praticar e de divulgar meu trabalho.
Isso tem me ajudado muito, até hoje faço isso, então quem quiser ver trabalhos que eu não posto no perfil, só ir na marcações do instagram haha tem várias!
E essa menina da foto, Ana Letícia Castellani, foi uma das modelos que eu conheci através do instagram e convidei-a para um shoot. O resultado? Ficou incrível AAA eu amei muito todas as fotos, além do fato de que foi muito divertido faze-las. Ah, dá para ver algumas aqui.
Minha dica para quem está começando a fotografar? Usem os amigos ou pessoas que vocês já tem intimidade, pois ajuda muito! S2
Enfim, essas foram as três coisas mais especiais do meu mês de Julho. E agora, claro que eu vou querer saber de você, me conte coisas/momentos que aconteceram e que te provocou felicidade! 
Um abraço, até logo!  

segunda-feira, 31 de julho de 2017

As sete coisas mais legais do meu mundo!

Desde quando eu criei o blog, sempre gostei muito de acompanhar o trabalho de diversas blogueiras pela internet e Karol Pinheiro sempre foi uma dessas grandes inspirações. Acompanho o blog dela a muito tempo e sempre gostei muito do conteúdo. Recentemente descobri algo que me deixou bastante animado, uma tag chamada As 10 coisas mais legais do meu mundo criado pela própria Karol e comemoração aos 200 mil inscritos do seu canal. Ah, como já faz um certo tempinho, a tag é um pouco antiga! haha
Como eu ainda não à respondi, separei as 7 coisas mais legais do meu mundo (7 pelo fato de que 3 itens não se encaixam no meu nicho!) com base na lista proposta, para poder compartilhar com vocês! Espero que gostem:)
Objeto | Esse primeiro item me deixou bastante confuso/indeciso, afinal tenho muitos objetos de decoração em casa que de alguma forma são especiais para mim, pois me lembram pessoas queridas ou foram presentes de pessoas queridas. Então, para representar eu escolhi um objeto que eu amo e que tenho contato diariamente, não fico sem ele nem um dia haha que é a minha câmera! Que tem um lugarzinho-barra-muito especial do lado da minha prateleira de livros, junto as demais câmeras da minha coleção. Que para quem não sabe, eu amo (amo mesmo!) colecionar coisas, ainda mais quando elas se relacionam com fotografia!
Livro | Bem cruel ter que escolher um livro preferido né? haha Mas enfim, o livro escolhido foi 365 Dias Extraordinários, escrito pela autora R. J. Palácio e nada mais é do que uma compilação de 365 frases/ilustrações/encorajamentos escritos por vários autores diferentes e distribuídos um para cada dia do ano. Tenho mil motivos para amar esse livro, sendo ele da coleção O Extraordinário que 1. é um livro incrível, com uma história apaixonante e 2. o livro em si é lindo, edição capa dura e publicado pela editora Intrínseca.
Viagem | Sou apaixonado por viagens, apesar de ainda não ter conhecido muitos lugares, tenho ótimas recordações. Mas em relação a todas, minha preferida na real não é uma viagem mas sim um evento que aconteceu em SP ano passado, a 24° Bienal do Livro. Considero viagem pelo fato de ser em outro estado, do planejamento envolvido para conseguir ir e pelas 11 horas de transporte. Mas que foi um dia maravilhoso, conheci muitas pessoas queridas e me emocionei bastante. Quero de novo sim ou com certeza? haha
Música | Essa música se tornou muito especial na minha vida, sempre me acompanhando em momentos bons e ruins, California do Jack and Jack. Para quem não sabe, sou muito fã deles, já faz mais ou menos uns 2 anos que eu acompanho e de todas as músicas dela, essa é minha preferida. Quando eu li, que teria que escolher uma música que eu amo, essa com certeza foi a primeira que eu pensei. Dá um play, caso você não conheça!
Doce | Sim, vou confessar que sou chocólatra e não consigo ficar muito tempo sem consumir chocolate, então meu doce favorito é o Cupcake de Chocolate. Tanto nas horas boas ou ruins, é sempre muito bem vindo haha Amo! 
Foto | Não é fácil escolher uma foto específica, pois já fiz tantas e cada uma tem sua história, seu motivo que a torna muito especial. Mas eu escolhi essa uma (aqui em baixo!) pois ela me deixa muito feliz. Foi uma foto para uma ocasião muito especial, portanto ela tem um significado muito especial para mim. Foi feita exatamente no dia em que o blog comemorou 2 anos no ar! haha 
Blog | Eu acompanho o trabalho de diversos blogueiros, conhecidos ou nem tanto assim. Amo passar horas lendo posts em outros blogs, comentando e compartilhando. De certa forma, sempre conheço um novo cantinho da blogsfera, que também cresce cada dia mais. Mas um dos meus preferidos é o blog da tia Suélen Lima, o rostodeneve.com amo demais! ♥ Ela produz um conteúdo incrivelmente dinâmico, com assuntos variados e os posts são ilustrados aaa isso acaba com meu psicológico, de tão incrível que acaba sendo! sou apx <3
Eai, o que acharam das perguntas/respostas? Quero saber de vocês, quais são as coisas mais legais do mundo de vocês? Comentem aqui em baixo!
Um abraço, até logo!  
Facebook  Instagram  Tumblr   Flickr  You Tube  Fã Page do Blog  Instagram do Blog

quarta-feira, 19 de julho de 2017

Resenha: Histórias de Viagem | Rafael Magro

Não sei vocês, mas pelo menos para mim, viajar é uma das melhores coisas que existem.
Sempre me pego pesando sobre um futuro não muito distante, onde eu abro meu passaporte e vejo inúmeros carimbos de viagens, quase completo. AAA  Gosto muito da sensação de pensar que um dia será possível conhecer outros lugares do mundo, novas pessoas e um pouco da cultura de cada nação. Ao mesmo tempo que é louco é algo confortante. Uma coisa que eu quero muito fazer!
E a alguns meses atrás a Editora Autografia me enviou um exemplar de Histórias de Viagem uma obra que teve sua primeira edição publicada em agosto de 2016  e foi escrita pelo autor nacional Rafael Magro. Esse com certeza foi um livro que me deixou muito feliz e bastante animado para fazer um mochilão, principalmente pelos países europeus. Então, vim apresentar a resenha dele para vocês!
Ficha do Livro:
Título: Histórias de Viagem | Autor: Rafael Magro | Capítulos: 30 | Gênero: Relatos de Viagem
| Livro cedido em parceria com a Editora Autografia |
Aproveita e já segue a Editora: Instagram | Facebook | Site
Sinopse
Viajar é um dos maiores prazeres que temos na vida. Conhecer lugares que sempre sonhamos, provar comidas diferentes, conversar e compartilhar experiências com pessoas que jamais vimos e sair da nossa rotina são coisas sensacionais, mas o que seria de tudo isso se não tivéssemos histórias para contar e nos fazer lembrar de todas essas experiências que já vivemos?
A História
De uma forma bem simples e descontraída o autor nos conta, histórias curtas, das muitas viagens que já fez pelo mundo. Conhecemos um pouco sobre Argentina, Alemanha, Hungria e Itália de uma forma bem próxima, que parece até um diálogo direto do próprio autor coma  pessoa que está lendo, deixando o livro ainda mais acolhedor. Compartilhamos também de diversos tipos de situações, onde nos envolvemos em confusões, pequenos acidentes no banheiro e até perguntas de um idioma desconhecido sem saber o que responder.
Comentários e Diagramação/Divisão
Vou confessar que achei muito legal a ideia do livro e do autor, em compartilhar de forma simples suas lembranças e momentos, porém de uma forma diferente da que estamos acostumados já que na maioria dos casos as pessoas querem conhecer pontos turísticos e fazer passeios planejados e tudo mais. Bem ao contrário disso, Rafael nos mostrou como aqueles pequenos momentos podem ser importantes e trazer boas recordações. Um livro mais pessoal, porém muito divertido e com uma leitura bem rápida.
"Chegar à Polônia após um mês de intercâmbio foi um choque muito grande. Eu tinha ficado trinta dias na minha cidade favorita do planeta que, mesmo no começo do inverno é fantástica, com temperaturas amenas, comida e cultura parecidas com a nossa "
Sobre o livro em si, posso afirmar que no geral gostei muito da diagramação. A capa é azul, com uma foto das viagens de Rafael e as folhas são offset 17 g/m, ao invés de ser papel soft (aquele amarelinho e áspero) ele é branco, liso com uma tipografia agradável e muito nítida. A orelha principal traz uma pequena reflexão do autor e a secundária, uma pequena Bio sobre ele.
Com certeza merece cinco corações!
♥ ♥ ♥ ♥ 
Por ser um livro curto e leve é super fácil de carregar e levar pra onde quiser, facilitando ainda mais a leitura. Espero que vocês tenham gostado, amei indicar o livro para vocês e boa leitura!
Um abraço, até logo!